RINITES

Rinite é um termo que significa inflamação da mucosa que reveste o nariz. Pode ser causada por alergias, vírus, bactérias, reações às mudanças climáticas, entre outros. Esta inflamação resulta na produção excessiva de muco, edema e vermelhidão gerado pelo acúmulo de uma substância liberada pelo organismo, a histamina, que ocasiona a congestão nasal, coceira e coriza, os sintomas mais típicos da rinite.

A rinite pode ser alérgica ou não-alérgica. A rinite alérgica é decorrente do contato com alérgenos como ácaros (componente da poeira), fungos (mofo), pólen das plantas, epitélio de animais como cães e gatos e até alguns alimentos como o leite.  A rinite não-alérgica é geralmente devida a inflamação causada pela hiperreatividade da mucosa nasal em situações como mudanças bruscas de temperatura, contato com produtos químicos, perfumes ou fumaça.

Existem também alguns tipos mais raros de rinites, como a rinite alimentar (produção de coriza durante a alimentação), rinite do idoso e rinite do atleta (durante exercícios físicos).

Outros sintomas comuns são ardência nos olhos, lacrimejamento e espirros constantes. Também pode ocorrer tosse, diminuição do olfato e dores de cabeça.

O diagnóstico da rinite é feito pelo médico otorrinolaringologista essencialmente através da história e do exame físico. Pode-se, em alguns casos específicos, usar algum exame complementar como testes cutâneos alérgicos e/ou dosagem de marcadores sanguíneos.

O tratamento da rinite deve ser realizado de forma individualizada, dependendo das necessidades e limitações de cada paciente. Além de orientações sobre cuidados ambientais, o médico dispõe de diversas opções de tratamento medicamentoso para controlar os sintomas, melhorando assim a qualidade de vida dos pacientes com rinite.